Barbudos da história
Mr. Confidence Jul 03, 2017

BARBUDOS DA HISTÓRIA

A barba é um componente visual que há tempos enfeita a cara dos marmanjos. Ao longo dos séculos teve diferentes significados para quem usava, e, para alguns personagens, funciona como um elemento marcante de sua personalidade. Por trás dos bigodes mais simples e das barbonas longas e imponentes há muito o que se contar.

Há algumas personalidades históricas, inclusive, que carregavam de fama os pelos que ostentavam na face. É o caso do inglês Edward Teach. Vocês já ouviram falar dele? Acredito que não.  Mas creio que pelo apelido vocês possam reconhece-lo. Teach é o famigerado Barba Negra, ele foi um dos piratas mais temidos dos mares do caribe.

Edward Teach - Barba Negra
Imagem: Edward Teach "Barba Negra"

 No início dos anos de 1700, no século XVIII, Barba Negra assombrou as autoridades de diversos países atacando e saqueando navios, e acumulando grande riqueza. Conta a História que, para assustar os inimigos, o pirata colocava fogo nas pontas de sua grande barba de cor escura durante os ataques noturnos. O homem se tornou uma lenda pelos feitos nas batalhas navais e também pela barba.

Apesar da popularidade das madeixas faciais do Barba Negra, a barba mais famosa da História, mesmo, é a do pensador Karl Marx. Foi o que disse em 2008 o jornal britânico The Times, que produziu uma lista com as 10 barbas mais célebres. O autor do Manifesto Comunista ficou com a 1a colocação na listagem.

Karl Max
Imagem: Karl Max.

Por outro lado, um dos bigodes mais famosos da História do Mundo é o de um certo austríaco, que por anos comandou um exército de fanáticos, promovendo uma grande matança à frente da Alemanha na Segunda Guerra Mundial. Adolf Hitler foi um dos maiores e mais cruéis líderes já vistos no planeta e governou a Alemanha Nazista, sendo a figura central do Holocausto, genocídio de aproximadamente 6 milhões de pessoas entre judeus, soviéticos, poloneses, ciganos, homossexuais, prisioneiros de guerra, deficientes e testemunhas de Jeová.

O chanceler do Reich apresentava sobre os lábios um peculiar bigode, que foi imitado por humoristas que lhe faziam críticas e até hoje faz alusão à sua figura.

O mesmo bigodinho escovado, ou “Toothbrush”, é característica também de Carlitos, o afamado personagem do ator Charles Chaplin. Contudo este apresentou-se com a moda bigoduda antes do ditador. Chaplin estreou no cinema em 1914, quando já usava o bigodinho. Hitler apareceu para o mundo 30 anos depois.

Charles Chaplin
Imagem: Charles Chaplin

De todo modo, o ator britânico foi um dos humoristas que criticaram Adolf Hitler em sua obra. Talvez o primeiro. No filme “O Grande Ditador”, de 1940, Chaplin representou dois personagens: o barbeiro vagabundo e o ditador Adenoid Hynkel. Os dois com bigodinho escovado. O último satiriza a pessoa de Adolf Hitler, com seus gestos e trejeitos. A obra é considerada uma das maiores críticas ao Reich.

Imagem do filme O grande ditador Charles Chaplin
Imagens do filme: O Grande Ditador "The Great Dictator"

Outro alemão que gostava de usar um bigode, este mais volumoso, é o homem que revolucionou a ciência, o pai da Teoria da Relatividade. Albert Einstein e seu bigode grosso são a representação da Física. A fotografia do bem-humorado teórico em que ele aparece mostrando a língua sob o "bigodão" é um dos registros mais conhecidos de Einstein.

Albert Einstein foto clássica
Imagem: Albert Einstein 

De pelo em pelo, as barbas ajudaram a construir figuras históricas, que ganham os livros e o imaginário das pessoas por seus feitos e também através dos traços marcantes de sua aparência.

 

Autor: Rafael Barbosa - jornalista, escritor (livro Valdetário Carneiro - a essência da bala) e barbudo.

Comentários

Deixe um comentário

Todos os comentários do blog são verificados antes da publicação